Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

7 motivos para você investir na sua gestão de marca

novembro 23. 2023

Produtos e serviços atendem às necessidades e desejos de consumidores. Por exemplo, se você está com fome e sem tempo, provavelmente, entrará em uma plataforma de delivery de comida e fará o seu pedido, onde vai se deparar com uma infinidade de opções. Como escolher algo que te dará satisfação?

Certamente, você optará por aquele restaurante que mais chama atenção com fotos, descrição, logo, opções minuciosamente detalhadas e estrategicamente colocadas, entre outros motivos. Tudo isso, em um curto espaço de tempo.

Isso é o branding. Em resumo, é um conjunto de estratégias para posicionar uma marca para despertar sensações e criar conexões com um público-alvo.

Tudo o que sua marca faz e comunica é, ou deveria ser, pensado juntamente com o branding. Sobretudo, porque o branding é a personalidade da marca. Isto é, ela cria significados e valor através de diversas técnicas.

Neste artigo, dessa forma, apresentaremos o que é branding, a importância dele para a sua empresa, como o desenvolver, além de 7 motivos para investir nele hoje mesmo.

Boa leitura!


O que é branding?

O branding é uma metodologia obrigatória em qualquer empresa que deseja captar e criar conexões com clientes.

Por isso, podemos pensar no branding como uma gestão completa de marca, que pensa em todos os detalhes, de ponta a ponta.

Dessa maneira, as agências de marketing utilizam essa estratégia para posicionar uma marca no mercado.

O posicionamento é feito através de várias maneiras, e todas precisam trabalhar em conjunto para criar um grande case. De nada adianta lançar um vídeo que viralizou e um logo bonito, mas que não conversem entre si. Isso não colabora para o branding.

Nesse sentido, o branding tem uma importante função de alinhar estratégias de marketing com diferentes formatos, mensagens, cores, tom e voz para gerar valor e reconhecimento de marca.

As estratégias de branding, portanto, podem ser:

·        Logo;

·        Fontes;

·        Jingle;

·        Tom e voz de marca;

·        Paleta de cores;

·        Cheiro;

·        Som.

Ou seja, tudo o que envolve a marca diz muito sobre como você desenvolve o branding.

A Coca-Cola, por exemplo, é um dos grandes cases que se construíram ao longo da história. Inicialmente, o produto foi desenvolvido para ser um remédio e tornou-se o refrigerante mais famoso do mundo atualmente.

Alguns fatores do marketing explicam isso, como o storytelling promovendo a felicidade. Sua cor vermelha é marcante, e isso é representado em produtos. Além de utilizar, e muito bem, as campanhas de datas comemorativas, como o Natal. Outro fator é posicionar-se, como abraçar as causas sociais de cada época, como hoje, abraçando a diversidade.

Conquistar o branding forte e facilmente reconhecido é um trabalho que leva tempo, muito trabalho e alinhamento de toda a equipe de marketing com a empresa que deseja se posicionar de forma clara e destacada diante do mercado e seu público.


A importância do branding para seu negócio

Além de criar um posicionamento e uma imagem forte na mente das pessoas, o branding tem a grande importância de se diferenciar de outras marcas concorrentes.

Afinal, o mercado está em constante expansão e, com tantas opções para os consumidores, exige estratégias de branding para conquistar um espaço a longo prazo.

Isso porque 1/3 dos clientes tem uma marca de preferência ao desejar algo, além de 59% optarem por consumir produtos de marcas conhecidas, segundo pesquisa da Render Forest.

Outro fator determinante para identificar a importância do branding para uma empresa é a tangibilização. Isto significa que o branding é um reflexo de todos os pontos de uma empresa, como:

·        Valores;

·        Cultura organizacional;

·        Produto e serviço;

·        Treinamentos;

·        Projetos;

·        Design;

·        Slogan.

Em resumo, o branding precisa se conectar com os consumidores através das suas diversas ações por meio de histórias e experiências. Para isso, as marcas precisam compreender quem é o seu público para criar a identificação necessária para gerar um posicionamento de valor.


Como desenvolver o branding da sua empresa?

Ao pensar em uma identidade de empresa, você deve ter como premissa alguns aspectos essenciais para desenvolver o branding.

Primeiramente, uma empresa precisa ter estruturas básicas para desenvolver um bom plano de branding. Isso inclui equipe qualificada, treinamentos, ferramentas e lideranças que promovem seus valores.

O que o branding irá fazer, de fato, é potencializar a marca e seus valores junto aos seus consumidores em diferentes canais de comunicação por meio de campanhas de marketing.

Com a finalidade de potencialização, o branding recorre a inúmeras estratégias para desenvolver o seu projeto. Eles são a construção da sua marca, que inclui: identidade visual, posicionamento, canais de comunicação, PDV (pontos de venda), entre outros fatores.

Desse modo, o branding desenvolve as mensagens de acordo com todas essas características.

Identidade visual

Esse é o primeiro contato visual que o público terá com a sua marca. Portanto, realizar um estudo minucioso das suas cores, tipografias e todo o manual de marca possibilita criar um logo forte, peças gráficas e digitais, além de plataformas, como site e aplicativo.

Um ótimo exemplo do bom uso de cores e tipografias é o Nubank, ou o famoso “roxinho”. Existem muitos bancos digitais atualmente, e, por si só, você já identifica qual banco é e o que ele proporciona ao usuário.

Posicionamento no branding

O posicionamento inclui valores, tom de voz, linguagem, conteúdos, formatos, entre outros fatores.

A sua empresa decide como quer se posicionar, seja ela séria, descontraída, formal, informal e tantas outras personificações.

Com isso, o posicionamento facilita para quem você quer atingir como público ideal.

Canais de comunicação

Escolher estrategicamente os canais de comunicação diz muito com quem você quer conversar. Além disso, entender as nuances de cada mídia permite que você explore os melhores formatos com os melhores conteúdos.

Apesar de, nos dias de hoje, ser necessário estar presente em todas as redes sociais, é preciso saber filtrar e entender onde melhor os seus conteúdos têm boa performance.

Por exemplo, o LinkedIn precisa ter um posicionamento mais profissional e promover conteúdos de qualidade para atingir públicos que desejam receber materiais ricos e de valor. Já o TikTok preza por vídeos curtos e diretos para que viralizem e alcancem o maior número de pessoas.

PDV

Os pontos de venda são importantes aliados do branding. Saber pesquisar e escolher o melhor ponto para promover a sua marca permite criar conexões verdadeiras com públicos que desejam uma experiência única.

Um dos melhores exemplos é a Coca-cola, afinal, para todo lado, há as famosas paletas de cores vermelhas em varejos, ruas, atacados e comércios locais.

Mensagem

Por fim, planejar o que você comunica é a junção de todos os elementos que citamos acima. A mensagem que é passada ao público e ao mercado define o seu propósito como marca.

Você entrega valor, e isso ajuda a te diferenciar de outras marcas.

Para desenvolver boas mensagens, é necessário levar em conta o seu contexto, seja ele social, cultural, geográfico, econômico e tantos outros fatores decisivos.

A Disney entra como exemplo ao inserir o seu parque temático em diferentes países, como França e China. Foi preciso um estudo detalhado para saber como é o público francês para adaptar à sua cultura.


7 motivos para investir em branding

O branding aumenta o reconhecimento de marca

Para uma pessoa identificar a sua marca em milésimos de segundo, é porque foi feito um grande trabalho de branding em seu negócio.

Isso ajuda a diminuir o tempo de tomada de decisão de compra, tornando-se algo natural e fácil.

Além disso, o reconhecimento de marca ajuda a transmitir os valores do seu produto e serviço, fazendo com que as pessoas tenham experiências positivas.

Agrega valor ao negócio

Para uma marca ter valor, é preciso transmitir isso em seus produtos e serviços de forma tangível. Seja um cheiro agradável, uma mensagem de construção de relacionamento, uma caixa encantadora, um som e até mesmo a experiência de compra com os vendedores.

Com isso, a sua marca pode aumentar o valor do seu catálogo sem que as pessoas se sintam desconfortáveis em pagar para ter.

O iPhone é o melhor exemplo para isso. A cada lançamento de um novo modelo, formam-se filas de pessoas que religiosamente estarão lá. E por quê? O branding da Apple foi desenvolvido para agregar valor ao produto para que as experiências sejam sensoriais.

Gera confiança

Imagine o seguinte cenário: um consumidor foi ao supermercado e tem, à sua frente, duas marcas concorrentes de um produto X.

Se ela já tiver alguma lembrança, memória afetiva, viu alguma propaganda na TV, Instagram ou Google, com certeza, ela escolherá a que gerou identificação e ganhou a confiança do produto.

Portanto, as marcas precisam saber gerar essa confiança para que as pessoas se sintam seguras de comprar sabendo que escolheram a opção certa.

Engajamento orgânico

O branding é uma ótima ferramenta para gerar engajamento orgânico. Com certeza, as pessoas se sentem parte da sua comunidade para promover o produto gratuitamente.

Isso pode ser feito de diversas formas, no tradicional “boca a boca”, compartilhamento dos conteúdos em redes sociais e recomendações e avaliações nas plataformas digitais.

Conexão

Para conectar-se com alguém, é preciso marcar a pessoa de forma positiva. Essa identificação é feita através das emoções que um produto ou serviço causou no usuário.

Saber tangibilizar isso é um trabalho do branding para contar histórias, conectar com ações de marketing e construir um relacionamento, desde a pré-compra até a decisão de comprar.

Da mesma forma, você conquista o usuário pelas boas experiências. Portanto, é preciso desenvolver estratégias que gerem conexões com os clientes.

O branding facilita a decisão de compra

Quando você se posiciona para o seu cliente, você passa a mensagem que você espera que ele tenha emoções ao ter contato com o produto ou serviço.

Com a escassez de tempo, as pessoas precisam decidir, cada vez mais rápido, sobre qual produto comprar.

Portanto, posicionar com todo o trabalho de branding torna mais fácil a decisão de compra. Seja ela por uma cor, uma mensagem ou até mesmo uma experiência sensorial.

Destaque entre a concorrência

Por que você escolhe comprar da marca X e não da Y? O branding possibilita destacar-se diante de tantas opções.

Criar uma personalidade ajuda a sua marca a ser lembrada mais rapidamente diante de inúmeras opções em um mercado cada vez mais competitivo.

Todo dia, você entra em redes sociais e vê os patrocinados ofertando inúmeros produtos. E o usuário precisa, rapidamente, filtrar o que é relevante ou não para ele.

Nesse sentido, a sua marca precisa se posicionar como uma marca de valor para que os clientes reconheçam isso, gerando confiança ao decidir comprar algo.


Conclusão

O branding é uma metodologia volátil. Antes de tudo, é preciso definir os seus valores para apresentar as suas mudanças constantes do que pede o mercado.

A princípio, você precisa se posicionar gerando valor a uma comunidade para que as pessoas tenham confiança em adquirir os seus produtos e serviços.

Lembre-se que o branding não é feito de forma isolada. De nada adianta investir em uma identidade visual marcante, mas esquecer de desenvolver o treinamento da sua equipe ou o seu tom e voz de marca.

Em resumo, é um trabalho contínuo e que precisa ter atenção em todas as pontas da sua empresa para que crie uma sinergia completa junto à marca.

Portanto, desenvolver o branding é um trabalho que necessita de profissionais capacitados em todas as áreas para que eles entendam o valor da sua marca para tangibilizar o marketing.

Quer saber como realizamos a gestão da sua marca através do branding? Converse com os nossos consultores especializados e destaque-se diante da concorrência. Clique aqui para saber mais.

Últimos posts

Health Marketing: Saúde e Bem-estar em Destaque
Leia mais
Marketing no Metaverso: Tudo Sobre essa Tendência Digital
Leia mais
Fim dos cookies de terceiros: saiba o que muda e como se adaptar
Leia mais
Tendências de Marketing Imobiliário para Encantar Seus Clientes
Leia mais

Assine nossa newsletter

NEWSLETTER