A Influência do Agromarketing na Conscientização Ambiental: Práticas Sustentáveis

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

A Influência do Agromarketing na Conscientização Ambiental: Práticas Sustentáveis

fevereiro 21. 2024

O agronegócio é um dos setores mais importantes para a economia brasileira, sendo responsável por cerca de 25% do Produto Interno Bruto (PIB) e por mais de 40% das exportações do país. Além disso, o setor gera milhões de empregos diretos e indiretos, contribuindo para o desenvolvimento social e regional. 

No entanto, o agronegócio também enfrenta desafios relacionados à sustentabilidade ambiental, como o uso racional dos recursos naturais, a preservação da biodiversidade, a redução das emissões de gases de efeito estufa e a adaptação às mudanças climáticas. 

Retrato de agricultor agrônomo sênior trabalhador em um campo de milho, verificando as colheitas antes da colheita
Retrato de agricultor agrônomo sênior trabalhador em um campo de milho, verificando as colheitas antes da colheita

Nesse contexto, o agromarketing surge como uma ferramenta estratégica para promover uma sociedade mais consciente e responsável em relação ao meio ambiente. Saiba tudo sobre o assunto neste artigo.

O que é agromarketing? 

De antemão, é um conjunto de técnicas e ações de marketing voltadas para o agronegócio. 

A abordagem envolve desde a produção até o consumo final dos produtos agrícolas, buscando atender às necessidades e expectativas dos clientes, sejam eles produtores, distribuidores, varejistas ou consumidores finais, agregando valor aos produtos e serviços oferecidos pelo setor.

O marketing voltado ao agronegócio também busca fortalecer a imagem e a reputação das empresas e organizações do setor, destacando seus diferenciais competitivos e sua responsabilidade socioambiental.

Quais são as principais ações do agromarketing?

O marketing agrícola se baseia em quatro pilares: pesquisa, planejamento, execução e avaliação. Veja a seguir.

Pesquisa de mercado

O marketing rural utiliza métodos e ferramentas para coletar e analisar dados sobre o comportamento, as preferências e as necessidades dos consumidores, produtores, distribuidores e demais agentes do agronegócio, bem como sobre o cenário econômico, político, social e ambiental que afeta o setor.

Com a pesquisa de mercado, é possível identificar oportunidades de negócio, segmentar o público-alvo, definir os objetivos e as estratégias de marketing, avaliar os resultados e a satisfação dos clientes.

Educação do público-alvo 

O agromarketing também busca educar e conscientizar o público-alvo sobre a importância da sustentabilidade ambiental no agronegócio. 

Geralmente isso é feito por meio de conteúdos informativos, educativos e persuasivos, que abordam temas como a preservação da biodiversidade, a conservação do solo e da água, a redução do uso de agrotóxicos, a reciclagem dos resíduos orgânicos, a produção orgânica e agroecológica, entre outros. 

Os conteúdos podem ser veiculados em diferentes canais e formatos, como blogs, redes sociais, podcasts, vídeos, webinars, ebooks, infográficos etc.

Posicionamento de marca

Além das ações citadas anteriormente, o marketing agrícola busca ainda construir uma imagem positiva e diferenciada das empresas e produtos agropecuários no mercado, associando-os à sustentabilidade ambiental. 

Para isso, a abordagem utiliza elementos como o nome, o logo, o slogan, as cores, as embalagens, entre outros elementos, que devem transmitir os valores e os benefícios das marcas para os clientes e para o meio ambiente. 

Alinhamento das campanhas de marketing com valores sustentáveis

Por fim, vale notar que o agromarketing busca alinhar as campanhas de marketing com os valores sustentáveis das empresas e produtos agrícolas, por meio de mensagens que reforcem o compromisso com a preservação do meio ambiente, a responsabilidade social, a transparência, a qualidade e a inovação

As campanhas podem utilizar diferentes meios e técnicas, como propaganda, publicidade, promoção de vendas, relações públicas, marketing direto, marketing digital, entre outros.

O papel do agromarketing na conscientização ambiental

O marketing agrícola tem um papel fundamental na conscientização ambiental, pois ele pode influenciar positivamente o comportamento dos agentes envolvidos no agronegócio, desde os produtores até os consumidores finais. Confira algumas formas:

  • Educação e conscientização dos agricultores sobre a importância da adoção de práticas sustentáveis no dia a dia, como o manejo integrado de pragas e doenças, a rotação de culturas, a recuperação de áreas degradadas, o uso eficiente da água e da energia, entre outras;
  • Comunicação transparente em toda a cadeia produtiva, informando sobre a origem, a qualidade, a segurança e o impacto ambiental dos produtos, bem como sobre as boas práticas adotadas pelos produtores;
  • Promoção de certificações ambientais (selo verde), que atestam que os produtos agrícolas foram produzidos de acordo com critérios de sustentabilidade ambiental, social e econômica, garantindo maior credibilidade e confiança aos clientes;
  • Transformação digital, que permite o uso de tecnologias como internet das coisas (IoT), big data, inteligência artificial (IA), drones, sensores, entre outras, para otimizar os processos produtivos, reduzir custos e desperdícios, aumentar a produtividade e a qualidade dos produtos agropecuários e monitorar os indicadores ambientais;
  • Consumo consciente, que estimula os consumidores finais a escolherem produtos que respeitam o meio ambiente e a sociedade, valorizando os benefícios que eles trazem para a saúde humana e animal;
  • Estímulo ao desenvolvimento sustentável, que busca conciliar o crescimento econômico do agronegócio com a preservação ambiental e a inclusão social, gerando renda, emprego, educação, saúde e bem-estar para as populações rurais e urbanas.
Teclado com planta pequena
Teclado com planta pequena

Benefícios para agricultores e para a sociedade

O agromarketing traz benefícios tanto para as empresas e organizações do agronegócio quanto para a sociedade em geral. Abaixo, listamos os principais:

Para as empresas e organizações do agronegócio

  • Aumento da competitividade, da lucratividade, da fidelização e da satisfação dos clientes;
  • Melhoria da imagem e da reputação;
  • Maior acesso a mercados nacionais e internacionais;
  • Inovação e diferenciação dos produtos e serviços;
  • Redução de riscos, de custos e das penalidades relacionadas à sustentabilidade ambiental;
  • Maior eficiência e eficácia dos processos produtivos;
  • Alinhamento com as demandas e as exigências dos clientes e da sociedade.

Para a sociedade

  • Mais segurança alimentar;
  • Maior qualidade e diversidade dos produtos agrícolas;
  • Proteção e conservação do meio ambiente;
  • Geração de emprego e renda;
  • Desenvolvimento social e regional;
  • Mais educação e conscientização ambiental; 
  • Mitigação das mudanças climáticas;
  • Melhoria da qualidade de vida;
  • Consumo consciente;
  • Estímulo ao desenvolvimento sustentável.

Marketing verde ou agromarketing? 

O marketing verde e o agromarketing são dois conceitos relacionados, mas não são sinônimos. 

Isso porque o marketing verde é uma abordagem mais ampla, que se aplica a qualquer tipo de empresa ou produto que tenha como objetivo minimizar os impactos negativos ou maximizar os impactos positivos sobre o meio ambiente. 

Sendo assim, a abordagem envolve desde o desenvolvimento de produtos ecologicamente corretos até a comunicação dos benefícios ambientais desses produtos para os consumidores. Além disso, pode ser utilizada por empresas de diferentes setores, como indústria, comércio, serviços etc.

Já o agromarketing é uma forma específica de marketing verde, mas aplicada ao agronegócio. Como vimos, ele busca atender às necessidades e expectativas dos clientes e demais públicos do setor agropecuário, com foco na sustentabilidade ambiental

Dessa forma, envolve desde a pesquisa de mercado até as campanhas de marketing voltadas para o setor agrícola. No entanto, é aplicado apenas às empresas que atuam na produção, na distribuição ou na comercialização desses produtos.

Conclusão

Como vimos neste artigo, o marketing agrícola é uma ferramenta estratégica para o agronegócio brasileiro, que contribui para a conscientização ambiental e para o desenvolvimento sustentável do país. 

A abordagem mercadológica pode gerar benefícios tanto para as empresas e organizações do setor quanto para a sociedade em geral, aumentando a competitividade, a lucratividade, a qualidade e a diversidade dos produtos agropecuários, ao mesmo tempo em que preserva os recursos naturais e promove a inclusão social. 

Se você quer saber mais sobre o agromarketing e como ele pode ajudar o seu negócio a se destacar no mercado, fale com os especialistas em marketing da CMLO&CO.

Últimos posts

10 Métricas de Marketing para Medir o Sucesso Das Suas Campanhas
Leia mais
Conexões Vitais: Marketing para Indústria Farmacêutica
Leia mais
LinkedIn para Negócios: Como Construir Relacionamentos Profissionais?
Leia mais
O Papel do Funil de Marketing na Jornada de Compra do Cliente
Leia mais

Assine nossa newsletter

NEWSLETTER