A arte do Rebranding

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

A arte do Rebranding

junho 12. 2024

O rebranding é uma estratégia poderosa para manter sua marca relevante e competitiva. Ele envolve a mudança da imagem corporativa de uma empresa, criando uma nova identidade visual no mercado. 

Documentos, papelada, conceito de estratégia de negócios
Documentos, papelada, conceito de estratégia de negócios

No entanto, o rebranding não é apenas sobre mudar o logotipo ou o slogan da empresa, mas também sobre redefinir os valores, a missão e a visão da empresa. É um processo complexo que requer uma compreensão profunda do seu público-alvo, do mercado e da sua própria empresa.

O que é rebranding?

Rebranding é o processo de alterar a imagem corporativa de uma empresa. Isso pode incluir mudanças no nome, logo, design, mensagem, valores ou qualquer outro elemento que compõe a identidade de uma marca. 

O objetivo é reposicionar a marca no mercado para atender melhor às expectativas e necessidades dos consumidores, refletir mudanças na cultura organizacional ou na estratégia da empresa.

Ou ainda, simplesmente para modernizar e revitalizar a marca, atraindo novos públicos e ajudando a empresa a se destacar da concorrência.

A estratégia pode envolver uma mudança completa ou parcial:

  • Rebranding total: envolve mudanças significativas em todos os aspectos da marca, desde o nome até a identidade visual e a mensagem central.
  • Rebranding parcial: foca em ajustes menores, como uma atualização do logo, alterações no design do site, ou uma nova campanha de marketing.

Quando considerar fazer rebranding?

O rebranding não é uma decisão que deve ser tomada de qualquer forma.

Afinal, ele envolve mudanças significativas na percepção da marca, o que pode impactar tanto os consumidores quanto os funcionários. 

Por isso, é crucial entender os fatores e os momentos certos para optar por essa estratégia. Veja alguns deles:

1. Mudança na visão ou valores da empresa

À medida que uma empresa cresce e evolui, sua visão e seus valores podem mudar. 

Talvez a empresa tenha começado com um foco em produtos baratos e acessíveis, mas agora deseja se posicionar como uma marca de alta qualidade e luxo. 

Ou talvez a missão da empresa tenha se expandido para incluir uma forte ênfase em sustentabilidade e responsabilidade social. 

Quando há uma mudança significativa na visão ou nos valores, o rebranding pode ajudar a refletir essa nova direção e comunicar efetivamente essa evolução aos consumidores.

2. Novos produtos ou serviços

Lançar novos produtos ou serviços que não se alinham com a marca existente também pode ser uma boa razão para considerar o rebranding. 

Por exemplo, uma empresa originalmente conhecida por seus eletrônicos de consumo pode entrar no mercado de software corporativo. 

Nesses casos, a identidade original da marca pode não representar adequadamente a nova oferta, exigindo uma revitalização para garantir que ela reflita todo o seu portfólio de produtos e serviços.

3. Fusão ou aquisição

Quando duas empresas se fundem ou quando uma empresa adquire outra, criar uma identidade unificada pode ser essencial. 

O rebranding após uma fusão ou aquisição pode ajudar a consolidar as duas entidades sob uma única marca, promovendo a integração e facilitando a comunicação de uma nova identidade corporativa. 

Isso é particularmente importante para assegurar aos stakeholders e consumidores que a nova entidade é forte e coesa.

4. Acompanhar a evolução do mercado

O mercado e o comportamento do consumidor estão em constante mudança. 

Novas tecnologias, tendências sociais e preferências dos consumidores podem transformar o ambiente de negócios. Se uma marca não evoluir junto com essas mudanças, corre o risco de se tornar obsoleta. 

Nesse caso, o rebranding pode ser uma resposta proativa a essas mudanças, ajudando a marca a permanecer relevante e competitiva. 

5. Percepção negativa da marca

Se a marca está associada a percepções negativas, escândalos ou uma reputação prejudicada, o rebranding pode ser uma estratégia eficaz para redefinir a imagem da empresa.

Se uma empresa sofreu uma crise de relações públicas ou está associada a práticas comerciais antiéticas, a estratégia pode ajudar a reconstruir a confiança do consumidor e a reputação da marca.

Blocos de madeira caindo representando economia
Blocos de madeira caindo representando economia

6. Estagnação da marca

Mesmo sem crises evidentes, uma marca pode simplesmente estagnar. 

Se as vendas estão estagnadas e a marca não está ressoando com os consumidores como antes, uma mudança no branding pode injetar nova energia e dinamismo. 

Revitalizar a marca pode ajudar a atrair a atenção dos consumidores, reengajar os clientes existentes e impulsionar o crescimento.

7. Expansão para novos mercados

Ao entrar em novos mercados geográficos ou demográficos, a marca pode precisar de ajustes para se adaptar a diferentes culturas, idiomas e expectativas. 

Por exemplo, uma marca que está expandindo para mercados internacionais pode precisar de um nome ou uma identidade visual que sejam mais globais e universais.

8. Obsolescência visual e de comunicação

Com o tempo, a estética de uma marca pode se tornar datada. O design do logo, as cores e os materiais de marketing podem parecer ultrapassados em comparação com as tendências atuais. 

Atualizar esses elementos através do rebranding pode modernizar a imagem da marca, tornando-a mais atraente e contemporânea para o público-alvo.

9. Diferenciação da concorrência

Em um mercado saturado, destacar-se da concorrência é crucial. Se a identidade de sua marca é muito semelhante à de seus concorrentes, é necessário criar uma identidade única e diferenciada. 

Isso pode envolver a criação de uma nova proposta de valor, um novo posicionamento de marca ou uma estética visual que se destaque no mercado.

10. Alinhamento com estratégia de negócios atualizada

Às vezes, as estratégias de negócios evoluem e a marca existente não reflete mais essas mudanças. O rebranding pode ajudar a comunicar essa nova ênfase em inovação para o mercado.

Principais tendências de rebranding para considerar

As tendências de rebranding evoluem com o tempo e são influenciadas por mudanças culturais, tecnológicas e de mercado. Aqui estão algumas das principais tendências atuais:

  • Simplicidade e minimalismo, com foco em uma comunicação clara e direta;
  • Autenticidade e transparência, mostrando os valores e operações da marca de forma transparente para ganhar a confiança dos consumidores;
  • Sustentabilidade, com destaque para práticas ecológicas e responsabilidade social;
  • Personalização, criando uma experiência de marca personalizada para diferentes segmentos de consumidores é uma tendência crescente;
  • Interatividade digital, por meio da integração de elementos interativos e experiências digitais inovadoras, como realidade aumentada e virtual;
  • Narrativa e storytelling, contando uma história envolvente e autêntica sobre a marca para criar conexões emocionais com o público;
  • Inclusão e diversidade, refletindo e promovendo a diversidade e a inclusão nas identidades e comunicações das empresas.

Conclusão

O rebranding é uma ferramenta estratégica poderosa que deve ser considerada em momentos chave na jornada de uma empresa. 

Seja para refletir mudanças internas, se adaptar a novas condições de mercado, superar crises de imagem ou revitalizar uma marca estagnada, a estratégia pode transformar a percepção e o impacto de uma marca, impulsionando o crescimento e o sucesso no longo prazo. 

Se sua empresa está enfrentando algum dos desafios mencionados, pode ser a hora de considerar o rebranding para garantir que sua marca continue relevante, competitiva e ressonante com seus consumidores.

A agência de marketing CMLO&CO é especialista em branding, oferecendo soluções personalizadas para ajudar sua empresa a navegar nesse processo complexo. 

Com uma abordagem estratégica e criativa, guiamos a sua marca através de uma transformação eficaz, alinhando sua identidade com os valores e expectativas do público moderno. Pensou em fazer um rebranding? Conte com a CMLO&CO.

Últimos posts

Técnicas de Marketing para Retenção de Clientes
Leia mais
A Ascensão do Marketing de Experiência
Leia mais
Marketing de Conteúdo no LinkedIn: Dicas e Táticas
Leia mais
Publicidade Programática: Como Funciona e Vantagens
Leia mais

Assine nossa newsletter

NEWSLETTER

Pular para o conteúdo