Rebranding: Como uma agência especializada pode conduzir a transição suavemente

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Rebranding: Como uma agência especializada pode conduzir a transição suavemente

fevereiro 19. 2024

Em um mundo em constante transformação, as marcas têm que se manter atualizadas para permanecerem relevantes. É como renovar o visual do seu quarto para se sentir mais em casa ou trocar de roupa para se adaptar a uma nova estação. Assim como nós, as marcas também precisam de um “makeover” de vez em quando. E é justamente aí que entra o rebranding, ou reposicionamento de marca.

Imagine sua marca como uma pessoa: ela pode crescer, mudar seu estilo, ou até mesmo adotar novas paixões ao longo do tempo. O reposicionamento é basicamente isso: uma oportunidade para a sua marca se reinventar, mostrando ao mundo sua nova personalidade para conquistar novos corações.

Ilustração do conceito de rebranding
Ilustração do conceito de rebranding

Neste artigo, vamos conversar sobre o que é rebranding, quando é hora de dar esse passo importante, por que é tão vital e como uma agência especializada pode ajudar nesse processo, tornando tudo mais suave e tranquilo para você e sua empresa. Preparado para embarcar nessa jornada de transformação e descoberta? Então vamos lá!

O que é rebranding?

Também conhecido como revitalização de marca, é o ato de ressignificar a imagem de uma empresa ou produto. Ou seja, é uma estratégia planejada, cujo objetivo é mudar a percepção do público com relação à marca. 

Tais ações podem ou não envolver mudanças de nome, logotipo, identidade visual, cores, slogan, tipografia, mascote, posicionamento, proposta de valor e outros elementos.

Aqui cabe explicar que uma marca é muito mais do que um desenho bonito ou um nome. Na verdade, ela representa um conjunto de valores, promessas e experiências que o consumidor associa à sua empresa. 

Por isso, é importante que esteja alinhada com o seu propósito, a sua missão e a sua visão de mercado. E essa é justamente a proposta do rebranding: tornar a marca mais relevante, competitiva e atraente para seu público-alvo, fazendo com ele tenha uma nova percepção sobre a empresa, produto ou serviço.

Quando é necessário?

Existem diversas situações que podem motivar o rebranding, tais como:

  • Mudança na missão, visão ou valores da empresa;
  • Fusão, aquisição ou expansão do negócio;
  • Lançamento de novos produtos ou serviços;
  • Crise de imagem ou reputação;
  • Perda de relevância ou competitividade no mercado;
  • Necessidade de se diferenciar dos concorrentes;
  • Atualização da identidade visual;
  • Desejo de atrair novos públicos ou segmentos;
  • Adaptação às tendências ou inovações tecnológicas.

Importância

Fazer rebranding não é apenas mudar a aparência da marca. Pelo contrário! 

É também transmitir uma nova mensagem, uma nova promessa e uma nova experiência aos consumidores. Por isso, é tão importante. O processo de redesenhar e reposicionar a sua marca pode trazer vários benefícios para a sua empresa, tais como:

  • Manter a marca atualizada, atrativa e competitiva no mercado;
  • Aumentar o reconhecimento e a lembrança da marca;
  • Fortalecer o relacionamento e a fidelização dos clientes;
  • Ampliar o alcance e a visibilidade da marca;
  • Melhorar a comunicação e a interação com o público;
  • Gerar mais valor e credibilidade para a marca;
  • Aumentar as vendas e os lucros.

Ainda não está convencido sobre a importância e os benefícios do rebranding? Então que tal analisarmos o case de sucesso da Starbucks?

Em 2011, a rede de cafeterias mudou seu logo para um design mais simples e moderno, eliminando as palavras “Starbucks Coffee” e deixando apenas a imagem da sereia. 

A mudança refletiu a expansão da empresa para além do café, oferecendo outros produtos e serviços, como chás, sucos, alimentos e entretenimento. Além disso, o logotipo simplificado facilita a identificação da marca em diferentes países e culturas.

Xícara de café starbucks em terreno rochoso com fundo de pedra natural ia generativa
Xícara de café starbucks em terreno rochoso com fundo de pedra natural ia generativa

Tipos

Existem diferentes tipos de rebranding, que variam de acordo com o grau de mudança e o impacto na marca. Os principais são:

  • Parcial: é aquele que envolve uma mudança mais sutil na identidade da marca, como a atualização do logotipo, das cores ou do slogan. Esse tipo de revitalização é indicado para casos em que a marca precisa se modernizar ou se adaptar a novas tendências, mas sem perder a sua essência e o seu reconhecimento.
  • Total: quando todos os elementos da marca são modificados, como por exemplo, o nome, o logo, o slogan, as cores e o posicionamento, com a finalidade de criar uma nova identidade e uma nova personalidade. É o tipo de rebranding indicado para casos em que a marca precisa se reinventar completamente, seja por uma crise de imagem, uma mudança de público-alvo ou uma expansão de mercado.
  • Evolutivo ou restylling: quando as mudanças na marca são feitas de forma gradual e contínua, acompanhando as transformações do mercado, dos consumidores e o próprio crescimento da empresa. Nesse caso, são feitos pequenos ajustes no logo, na tipografia e em outros elementos da marca ao longo do tempo.
  • Revolucionário: é quando as mudanças na marca são feitas de forma radical e disruptiva, de forma que o consumidor consiga perceber imediatamente as modificações.

Branding ou rebranding?

No universo do marketing e da publicidade, esses são dois conceitos diferentes, mas estão intimamente relacionados. Vamos entender como?

Branding é o processo de criação e gestão da identidade da marca, que envolve desde a definição do nome, do logotipo, das cores e do slogan até as estratégias de comunicação, posicionamento e fidelização dos clientes.

Já o rebranding diz respeito ao processo de reformulação da identidade da marca, que envolve a mudança de alguns ou todos os elementos que compõem o branding. 

Ou seja, o reposicionamento de marca nada mais é do que uma etapa do branding. Ele pode ser feito em algum momento da trajetória da marca, seja quando ela precisa se renovar ou se reposicionar no mercado.

Por que fazer reposicionamento de marca?

O reposicionamento de marca é importante para manter a relevância da empresa em um mercado em constante mudança. 

Afinal, ele permite que as empresas se adaptem às novas tendências, demandas do consumidor e concorrência, garantindo que permaneçam à frente da curva e continuem atraindo e retendo clientes.

Entretanto, fazer reposicionamento de marca pode ser necessário por vários outros motivos, a saber:

Aumentar a participação da empresa em seu setor

Se a sua marca está perdendo espaço para os concorrentes ou se o seu mercado está saturado, o reposicionamento de marca pode ser uma excelente estratégia para se destacar e atrair mais clientes.

Acompanhar as mudanças do mercado

O rebranding também mantém a marca atualizada e relevante em um mercado que está em constante transformação, seja por novas tecnologias, hábitos ou demandas dos consumidores.

Corrigir uma imagem negativa

Se a sua marca sofreu algum dano à sua reputação, seja por um erro, uma crise ou uma má comunicação, pode ser preciso fazer reposicionamento de marca para recuperar a confiança dos consumidores e mostrar que você evoluiu.

Alinhar a imagem à realidade

Mudanças internas como uma fusão, uma aquisição ou uma alteração na missão ou na visão da empresa também pode exigir ações de rebranding. Dessa forma, é possível refletir essa nova realidade e transmitir coerência aos consumidores.

Como fazer o rebranding da sua marca e conduzir a transição suavemente?

Revitalizar uma marca não é uma tarefa simples. É preciso planejar bem cada passo e contar com profissionais qualificados para executar as mudanças. Veja algumas dicas de como fazer o rebranding da sua marca e conduzir a transição suavemente:

Faça um diagnóstico da sua situação atual

Antes de fazer qualquer mudança na sua marca, é preciso entender qual é o seu problema e qual é o seu objetivo. 

Para isso, faça uma análise SWOT da sua marca, identificando as suas forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. 

Além disso, faça uma pesquisa com os seus clientes, funcionários e parceiros para saber qual é a percepção deles sobre a sua marca e quais são as suas expectativas.

Defina o seu novo posicionamento

Depois de entender qual é o seu cenário atual, é preciso definir qual é o seu novo posicionamento. 

Para isso, pense em qual é a sua proposta de valor única, qual é o seu diferencial competitivo e qual é o seu público-alvo. 

Além disso, defina qual é o tom de voz da sua marca, qual é a personalidade que você quer transmitir e quais são os valores que você quer comunicar.

Crie a sua nova identidade visual

Com base no seu novo posicionamento, crie a sua nova identidade visual. Isso inclui escolher um novo nome (se for o caso), um novo logotipo, novas cores, novas fontes e um novo slogan. 

Lembre-se, no entanto, de que a sua identidade visual deve ser coerente com a sua nova missão, visão, valores, personalidade e proposta de valor. 

Para isso, você pode contar com a ajuda de uma empresa de branding, que vai desenvolver profissionalmente o seu novo nome, logo, cores, tipografia, slogan, tom de voz e outros elementos da sua marca.

Comunique a sua mudança interna e externamente

Nova identidade pronta, é hora de comunicar as mudanças para os seus colaboradores, clientes, fornecedores, parceiros e demais stakeholders. 

Para isso, você pode criar uma estratégia de comunicação integrada, que envolva diferentes canais e mídias, como e-mail marketing, redes sociais, site, blog, imprensa, eventos e outros. 

O ideal é que você explique os motivos e os benefícios do seu rebranding e mostre como ele vai agregar valor para o seu público.

Monitore os resultados do seu rebranding

Por fim, mas não menos importante, é preciso acompanhar os resultados do reposicionamento de marca e avaliar se ele atingiu os objetivos esperados. 

Para isso, você pode usar indicadores de desempenho como awareness (conhecimento), recall (lembrança), preference (preferência), satisfaction (satisfação), loyalty (fidelidade), advocacy (recomendação) e outros. 

Além disso, você pode coletar feedbacks do seu público e fazer ajustes na sua imagem se necessário.

Em resumo, o rebranding é uma ferramenta poderosa para manter a relevância e competitividade da marca em um mercado em constante mudança. Entretanto, fazer essa transição de forma suave e eficaz pode ser um desafio para a maioria das empresas.

Por isso, contar com o apoio de uma agência de branding pode fazer toda a diferença para o sucesso do seu projeto. Afinal, uma parceria profissional pode oferecer todo o suporte que você precisa para planejar, executar e monitorar o seu rebranding, desde a criação da sua nova identidade até a divulgação da sua nova imagem.

Se você está pensando em fazer o reposicionamento da sua marca e quer contar com uma agência de branding que tem experiência no assunto, conheça a CMLO&CO. Nossos insights estratégicos, soluções criativas e recursos poderosos vão garantir que a transição entre as mudanças da sua marca seja suave e bem-sucedida, e que você alcance seus objetivos de negócios. Fale com nossos especialistas em marketing e publicidade.

Últimos posts

Técnicas de Marketing para Retenção de Clientes
Leia mais
A Ascensão do Marketing de Experiência
Leia mais
Marketing de Conteúdo no LinkedIn: Dicas e Táticas
Leia mais
Publicidade Programática: Como Funciona e Vantagens
Leia mais

Assine nossa newsletter

NEWSLETTER

Pular para o conteúdo