Crescimento Estratégico: Segredos do Growth marketing

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Crescimento Estratégico: Segredos do Growth marketing

janeiro 31. 2024

Você já ouviu falar em growth marketing? Essa é uma das tendências mais inovadoras e eficientes do marketing digital, que tem como objetivo gerar crescimento acelerado e sustentável para as empresas. 

Cones de crescimento multicoloridos
Cones de crescimento multicoloridos

Mas como funciona essa estratégia? Quais são as suas vantagens em relação ao marketing tradicional? E como aplicá-la ao seu negócio? Neste artigo, vamos responder a essas e outras perguntas, e revelar os segredos do crescimento estratégico para você. Confira!

O que é growth marketing?

De antemão, é uma metodologia que busca gerar crescimento sustentável para uma empresa por meio de ações de marketing criativas, experimentais e baseadas em dados, que abrangem todo o ciclo de vida do cliente, desde a atração e fidelização até a indicação.

O conceito de growth marketing surgiu no Vale do Silício, nos Estados Unidos, com o objetivo de ajudar as startups a escalarem rapidamente seus negócios com baixo custo e alto retorno. 

Porém, essa estratégia não se limita apenas às empresas iniciantes. Pelo contrário! Ela pode ser aplicada a qualquer tipo e tamanho de negócio que deseja aumentar sua base de clientes, sua receita e sua reputação no mercado. Seu foco é gerar resultados expressivos e mensuráveis, com o menor custo possível e no menor tempo possível.

Como funciona?

O growth marketing funciona por meio de um ciclo contínuo de testes, análises e otimizações, que busca identificar as melhores estratégias para cada etapa da jornada de compra do consumidor. 

Nesse caso, o Growth Marketer (profissional responsável pelo marketing de crescimento) utiliza dados quantitativos e qualitativos para medir o desempenho das ações e tomar decisões baseadas em evidências. 

Além disso, ele está sempre atento às mudanças no comportamento e nas necessidades dos consumidores, adaptando as estratégias conforme as novas demandas do mercado.

Vantagens do growth marketing em relação ao marketing tradicional

O marketing de crescimento se diferencia do marketing tradicional em vários aspectos. Veja algumas das principais vantagens dessa abordagem:

  • É mais abrangente, pois não se limita apenas à aquisição de novos clientes, mas também à retenção, à receita e à indicação dos clientes existentes;
  • É mais ágil do que o tradicional, pois utiliza métodos rápidos e flexíveis para testar e implementar as estratégias, sem depender de processos burocráticos ou hierárquicos;
  • É mais eficiente, pois utiliza ferramentas e canais digitais para alcançar o público-alvo com maior precisão, menor custo e maior retorno;
  • Utiliza uma abordagem mais criativa, buscando soluções inovadoras e originais para se destacar da concorrência e gerar valor para os clientes; 
  • Possui maior adaptabilidade, pois permite adaptar as estratégias às mudanças constantes do mercado e do comportamento do consumidor.

O funil de vendas do growth marketing

No universo do marketing, o funil de vendas é uma representação das etapas que um potencial cliente percorre até se tornar um cliente efetivo. 

O funil de vendas do marketing de crescimento é composto por cinco fases: Aquisição, Ativação, Retenção, Receita e Indicação. Veja o que cada uma delas significa:

Aquisição

É a fase em que o objetivo é atrair o maior número possível de visitantes qualificados para o seu site, blog, redes sociais ou outros canais digitais. Para isso, o growth marketing utiliza técnicas como SEO (Search Engine Optimization), SEM (Search Engine Marketing), mídias sociais, conteúdo, e-mail marketing, entre outras.

Ativação

Fase em que o objetivo é transformar os visitantes em usuários ativos do seu produto ou serviço, ou seja, em leads. Para isso, a estratégia utiliza técnicas como landing pages, formulários, CTAs (Call to Action), ebooks, webinars, entre outras. 

Retenção

Fase em que o objetivo é manter os usuários engajados e satisfeitos com o seu produto ou serviço. Para isso, o growth marketing utiliza conteúdos como e-mail marketing, redes sociais, blog posts, podcasts, vídeos, entre outros formatos, além de estratégias de personalização e retenção.

Receita

Como o próprio nome sugere, é a fase em que o objetivo é transformar os leads em clientes pagantes, ou seja, usuários ativos do seu produto ou serviço. Para isso, o marketing de crescimento pode utilizar técnicas como upselling, cross-selling, freemium, assinaturas, entre outras táticas.

Indicação

Fase final e que consiste em incentivar os usuários a indicarem o seu produto ou serviço para outras pessoas, por meio de técnicas como programas de indicação, depoimentos, reviews, entre outras ações.

O funil de vendas do growth marketing se diferencia do funil de vendas do inbound marketing por ser mais dinâmico, flexível e orientado a experimentos. 

Enquanto o inbound marketing segue uma sequência linear e padronizada de etapas (atrair, converter, relacionar, vender e analisar), o marketing de crescimento permite testar diferentes hipóteses e variáveis em cada fase do funil, buscando sempre a melhor performance.

5 dicas para aplicar a estratégia de growth marketing ao seu negócio

Agora que você já sabe o que é marketing de crescimento e como ele funciona, veja algumas dicas para aplicar essa estratégia ao seu negócio:

1. Defina os objetivos que você deseja alcançar

Antes de iniciar qualquer ação de growth marketing, é fundamental definir quais são os seus objetivos de crescimento. Por exemplo: aumentar o número de visitantes do site em 50%, elevar a taxa de conversão em 10%, reduzir o churn em 5% etc. 

Mas lembre-se: esses objetivos devem ser SMART, ou seja, específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e temporais.

2. Utilize a análise de dados ao seu favor

Outro ponto a observar antes de executar as ações de crescimento acelerado, é que essa é uma estratégia baseada em dados. Portanto, é essencial utilizar ferramentas e indicadores que permitam coletar, analisar e interpretar os dados dos seus visitantes, leads e clientes. 

Esses dados vão te ajudar a entender o perfil, o comportamento e as preferências do seu público-alvo, bem como a avaliar o desempenho das suas estratégias e a identificar oportunidades de melhoria. 

3. Crie estratégias para cada etapa do funil de vendas

Como vimos anteriormente, o funil de vendas do growth marketing é composto por cinco fases: aquisição, ativação, retenção, receita e indicação. 

Para cada uma delas, você deve criar estratégias específicas que atendam às necessidades e às expectativas dos seus usuários. 

Por exemplo: para a fase de aquisição, você pode criar conteúdos relevantes e otimizados para os mecanismos de busca. Para a fase de ativação, no entanto, você pode oferecer uma experiência de uso simples e intuitiva. 

Já para a fase de retenção, você pode enviar newsletters personalizadas e segmentadas. Na sequência, para a fase de receita, você pode oferecer planos e pacotes diferenciados. Por fim, para a fase de indicação, você pode criar um programa de recompensas por indicações.

Vale notar que esses são apenas alguns exemplos de estratégias, mas você pode adotar as que mais façam sentido para o seu negócio. O importante é levar em conta as características e as necessidades dos seus potenciais e atuais clientes em cada fase da jornada de compra.

4. Acompanhe e esteja atento às mudanças na jornada de compra do consumidor

O mercado está em constante mudança e os consumidores estão cada vez mais exigentes e informados. 

Por isso, é preciso acompanhar e estar atento às mudanças na jornada de compra do consumidor, adaptando as suas estratégias conforme as novas demandas e tendências.

Por exemplo: se você perceber que os seus usuários estão utilizando mais o celular do que o computador para acessar o seu site, você deve priorizar a otimização do seu site para dispositivos móveis.

Mulher ruiva, verificando o telefone
Mulher ruiva, verificando o telefone

5. Analise e monitore os resultados

Por último, é fundamental que você analise e monitore os resultados das suas estratégias de growth marketing, verificando se elas estão atingindo os objetivos definidos anteriormente. 

Para isso, você deve utilizar os indicadores adequados para cada fase do funil de vendas. Para a fase de aquisição, por exemplo, você pode utilizar o número de visitantes, o tráfego orgânico e o tráfego pago, ao passo que para a fase de ativação, você pode utilizar a taxa de conversão, o número de usuários ativos, o tempo médio de uso etc.

O importante é avaliar se as suas ações de marketing estão gerando os efeitos esperados. Caso contrário, é preciso fazer ajustes ou mudanças nas estratégias para otimizar os resultados.

Growth marketing vale a pena?

Depois de conhecer os segredos do growth marketing, você deve estar se perguntando: vale a pena investir nessa estratégia? 

A resposta é sim! A metodologia vale a pena para qualquer empresa que deseja crescer de forma sustentável e escalável no mercado. Afinal, ela permite atrair, converter, reter e fidelizar clientes com maior eficiência e menor custo do que o marketing tradicional.

Porém, para aplicar o growth marketing ao seu negócio, é preciso contar com uma equipe qualificada e experiente nessa área. E é aí que entra a CMLO&CO, uma agência de marketing e publicidade profissional que oferece soluções completas e personalizadas em comunicação para o seu negócio.

A CMLO&CO conta com uma equipe multidisciplinar que vai te ajudar a definir os objetivos, criar as estratégias, executar as ações, analisar os dados e otimizar as suas campanhas de marketing para que você possa alcançar o crescimento estratégico que tanto deseja para o seu negócio! Fale com quem entende do assunto.

Últimos posts

Health Marketing: Saúde e Bem-estar em Destaque
Leia mais
Marketing no Metaverso: Tudo Sobre essa Tendência Digital
Leia mais
Fim dos cookies de terceiros: saiba o que muda e como se adaptar
Leia mais
Tendências de Marketing Imobiliário para Encantar Seus Clientes
Leia mais

Assine nossa newsletter

NEWSLETTER